Fatores que atrapalham a germinação de sementes

A germinação de sementes é a etapa inicial de qualquer cultura. Ela é influenciada por fatores ambientais e internos, com alguns podendo comprometer a boa germinação, como as características do armazenamento, danos mecânicos sofridos pela semente e casos de dormência de gramíneas forrageiras.

 

Baseado nisso, vale conferir quais são os fatores que mais interferem na germinação de sementes forrageiras:

 

1. Luz

 

Algumas sementes têm por característica germinar apenas no escuro. Outras, no entanto, precisam de um longo ou curto período de luz. Se não tiver luminosidade a brachiaria ou panicum poderá até germinar, porém não irá se desenvolver como deveria. Dias muito nublados consecutivos, por exemplo, podem atrapalhar o crescimento da plântula.

 

2. Temperatura

 

A temperatura pode comprometer a germinação a ponto de afetar as reações bioquímicas que determinam o processo germinativo.

 

No caso da semente no solo, semeada, o ideal é que a temperatura esteja acima dos 15°C e que tenha chuva suficiente para iniciar sua germinação pós-plantio.

 

Mas enquanto estiver armazenada, assegure que o local tenha temperatura em torno de 25°C e umidade relativa do ar em até 60%. Caso estes índices estejam mais altos, a semente pode iniciar o processo de germinação ainda dentro da embalagem, e acabar morrendo pela falta do solo.

 

 

Outros cuidados ao armazenar:

 

  • Empilhar de forma ordenada e padronizada para evitar o tombamento de pilhas, em paletes, sem o contato direto com o piso ou a parede.
  • Manter o galpão limpo e com inspeções periódicas em dia.
  • Eliminar, no galpão, focos de infestação de insetos e roedores.
  • Nunca armazenar sementes em locais onde a semente não consiga respirar, como em sacos plásticos ou lonas.
  • Não armazenar as sementes junto com sal, ureia, sulfatos e químicos que podem causar danos à qualidade da semente.
  • Para sementes escarificadas, a recomendação é plantá-las rapidamente, evitando estocar por mais de 3 meses.

 

Tratando-se de outras culturas, como a soja por exemplo, a temperatura alta demais no solo pode atrapalhar e muito a produtividade. Mas para isso tem uma solução que é o uso da palhada, veja este comparativo da superfície coberta e descoberta com palhada:

 

 

 

3. Água

 

A água é o fator de maior importância e que mais influencia o processo de germinação das sementes. Para promover uma boa germinação, ela precisa ser oferecida na quantidade certa, pois a sua falta naturalmente afeta o processo de germinação, mas o excesso impede a penetração do oxigênio. Portanto, equilíbrio é tudo! Para se organizar e evitar esses períodos na sua propriedade, mantenha um registro do regime de chuvas (clique aqui para ver como)

 

As sementes Advanced da SOESP têm um tratamento exclusivo com inteligência na absorção de água, elas germinarão quando houver água o bastante, o que evita prejuízos causados por veranicos.

 

4. Profundidade da semente no solo

 

As sementes de pastagens devem ser semeadas a uma profundidade mínima de 0,5 cm e máxima de 2 cm. Quando a forma de semeadura for aérea, recomenda-se o aumento de 20% a 30% da quantidade de semente do plantio em linha para evitar quaisquer perdas que possam ocorrer.

 

A preparação da área de plantio também é uma prioridade para garantir a germinação das sementes. Essa etapa deve ser realizada de forma a auxiliar na germinação da semente, destorroando o solo, eliminando erosões e controlando as plantas daninhas.

 

5. Fatores bióticos

 

Assim, uma vez dispersa na área, a semente está sujeita à ação de substâncias voláteis por alguns fungos. A ação de microrganismos do solo, insetos que atacam a semente, como formigas, por exemplo, são fatores que podem inviabilizar a germinação.

 

Escolha sementes SOESP Advanced! Fazer uso de sementes com inseticida e fungicida, como a Soesp Advanced, é essencial para conquistar uma boa germinação. Esta tecnologia protege as sementes do ataque de insetos e fungos que podem atrapalhar a germinação das sementes.

 

6. Validade das sementes

 

As sementes forrageiras são comercializadas com base no Valor cultural (VC) que é a multiplicação entre as análises de pureza e viabilidade, em porcentagem.

 

Nem toda semente pura é viável ou germina. Nesse sentido, é preciso entender que germinação e viabilidade não significam a mesma coisa, ou seja, uma semente viável (viva) pode ter sua germinação inibida por um fator conhecido como dormência. 

Por isso é importante ficar atento à data de validade do teste de viabilidade, presente no termo de conformidade e na embalagem.

Entenda mais sobre validade, safra e dormencia de sementes clicando no aqui

 

 

Ao adquirir sua semente de pastagem, exija o termo de conformidade e evite dores de cabeça! Escolha Sementes SOESP, aqui tem tecnologia e um laboratório próprio de análises, saiba mais.

 

Gostou do nosso conteúdo? Continue acompanhando o Blog da Semente (https://www.sementesoesp.com.br/blog) e tenha as melhores informações sobre as melhores sementes de forrageiras do mercado.